Feliz Natal!

Google Plus

Segunda, 24 Dezembro 2018

Tempo do Natal

Lc 2,14

Em escuta do espírito

Acendei em nós, Espírito de Deus, a alegria do Natal; a certeza do Deus conosco fortalecendo e iluminando nossos passos errantes. Vem, divino Espírito, e fazei nascer Cristo em nós!

Em escuta da Palavra

O anjo disse aos pastores: ´Isto vos servirá de sinal: achareis um recém-nascido envolto em faixas e posto numa manjedoura´. E subitamente ao anjo se juntou uma multidão do exército celeste, que louvava a Deus e dizia: "Glória a Deus no mais alto dos céus e na terra paz aos homens, objetos da benevolência".

Comentário

Um grande bispo, dom Tonino Bello, dizia: ´Vamos até Belém, como os pastores. O importante é se mexer, caminhar. Para Jesus Cristo vale a pena deixar tudo: garanto-lhe. E  se, em vez de um Deus glorioso, nos depararmos com a fragilidade de uma criança, com todas as conotações de pobreza, que não nos venha a dúvida de ter errado o caminho.´ Na pequenez e singeleza do presépio se encontra a majestade do Deus amor. O Natal é como um beijo de duas pessoas, incondicionalmente apaixonadas, caído sobre a terra em plena noite de lampejos divinos: céu e terra - Deus e sua humanidade. No menino Jesus, Deus se fez história para que eu desista de toda espiritualidade vazia e etérea; mágica e de formalidade. Na gruta de Belém, como no seio de Maria, o Verbo se faz corpo para encher minha corporeidade de graça e dignidade, elevando-a à condição de tabernáculo do altíssimo. A todos um feliz e santo Natal!

Missionários Xaverianos