O pouco com Deus é muito

Google Plus

Quarta, 05 Dezembro 2018

Tempo do Advento

Mt 15,29-37

Em escuta do espírito

Vem Espírito de Deus, renova meu ser e renova a face da terra com a luz inspiradora do Evangelho. Vem agora e sempre!

Em escuta da Palavra

Naquele tempo, Jesus foi para as margens do mar da Galileia, subiu a montanha, e sentou-se. Numerosas multidões aproximaram-se dele, levando consigo coxos, aleijados, cegos, mudos, e muitos outros doentes. Então os colocaram aos pés de Jesus. E ele os curou. O povo ficou admirado, quando viu os mudos falando, os aleijados sendo curados, os coxos andando e os cegos enxergando. E glorificaram o Deus de Israel. Jesus chamou seus discípulos e disse: “Tenho compaixão da multidão, porque já faz três dias que está comigo, e nada tem para comer. Não quero mandá-los embora com fome, para que não desmaiem pelo caminho”. Os discípulos disseram: “Onde vamos buscar, neste deserto, tantos pães para saciar tão grande multidão?” Jesus perguntou: “Quantos pães tendes?” Eles responderam: “Sete, e alguns peixinhos”. E Jesus mandou que a multidão se sentasse pelo chão. Depois pegou os sete pães e os peixes, deu graças, partiu-os, e os dava aos discípulos, e os discípulos, às multidões. Todos comeram, e ficaram satisfeitos; e encheram sete cestos com os pedaços que sobraram.

Comentário

O Amor de Deus se revela em muitas passagens bíblicas durante a história do povo da Aliança nas Sagradas Escrituras. Uma dessas passagens bíblicas é o evangelho que hoje nos é apresentado. A presença de Cristo no mundo para a salvação é o mais puro gesto de amor e misericórdia de Deus. Durante toda a história do povo, Deus sempre apresenta sinais para que transformem nossos corações. A cura do servo do centurião através da fé, já refletido durante esta semana, é a mais pura demonstração de misericórdia de Deus e se confirma quando Jesus, ao ver a pobreza do povo que o estava seguindo, transforma poucos e pequenos pães e os distribuí para a multidão, ensinando assim o poder revolucionário da partilha e também antecipando a força renovadora da Eucaristia. Neste tempo de Advento, somos chamados a oferecer ao Senhor nosso pouco para que seja multiplicado em mensagens e sinais de vida. O grande movente do evangelho de hoje, não é tanto a multiplicação dos pães e dos peixes, mas o sinal que vem deste gesto de Jesus. O sinal é um campo aberto; é um indicador para nos inspirar a seguirmos a mensagem e o sentido que nos traz: o pouco com Deus é muito. 

 

Jovens da Paróquia Sagrado Coração de Jesus (Guaianazes)

Links Relacionados

https://youtu.be/oKtgPOTblJ4

Missionários Xaverianos no Brasil
Copyright ©2018