Desafios Missionários da periferia (Vídeo)

0
0
0
s2smodern
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

Os Missionários Xaverianos chegaram ao Brasil em 27 de junho de 1953, era um pequeno grupo de quatro padres expulsos da China comunista, eles vieram atendendo o convite do papa Pio XII, que pedia missionários para América Latina. De acordo com o carisma dos xaverianos, eles dirigir-se sempre aos não cristãos, aos os pobres, os fracos, os marginalizados pela sociedade, as vítimas da opressão e da injustiça (C 9). Neste sentido, logo optaram para trabalhar nas periferias das grandes cidades.

No início dos anos oitenta, atendendo o convite de Dom Paulo Evaristo Arns, Arcebispo de São Paulo, chegaram os Missionários Xaverianos para as periferias da extremidade da Zona Leste de São Paulo, nos bairros de José Bonifácio, Lajeado e Prestes Maia.

Em 28 de dezembro de 1985, Dom Angélico Sândalo Bernardino, bispo auxiliar da Arquidiocese de São Paulo e responsável pela Região Episcopal Leste II, com sede em São Miguel, instituiu as Paróquias São José Operário (Conjunto José Bonifácio) Sagrada Família (lajeado), Sagrado Coração de Jesus (Prestes Maia), desmembradas da paróquia São Benedito (Guaianazes) confiadas aos Missionários Xaverianos. Para melhor atender aos desafios da periferia em 1989, foi criada a Diocese de São Miguel Paulista. Com o trabalho dos Missionários Xaverianos, surgiram novas pastorais, comunidades e novas paróquias confiadas ao clero diocesano.

Atualmente os Missionários Xaverianos continuam sua ação missionária no bairro Cidade Tiradentes (São Paulo), o mais pobre, com a área mais extensa e desafiadora: a paróquia Sagrado Coração de Jesus. No vídeo os leigos contam os desafios, a realidade e o trabalho dos Missionários Xaverianos na periferia de São Paulo.