Um Sínodo especial para a Amazônia

“O Sínodo para a Amazônia já começou”. A afirmação é do próprio papa, em janeiro deste ano, em Porto Maldonado, por ocasião da sua visita ao Peru. Convocada em 15 de outubro de 2017, a grande reunião de bispos para refletir a realidade da Pan-Amazônia terá sua realização em outubro de 2019. Até lá, muitos estudos, escutas, reuniões e atividades preparatórias ocorrerão, tanto em Roma, quanto na realidade amazônica. “Novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral” é o tema a ser refletido e que, segundo o papa Francisco, precisa vir das vozes da própria Amazônia, desde os povos originários, até as populações mais urbanas da região.

Continue lendo

Lugares do silêncio

A UNESCO decidiu inscrever no próprio patrimônio mundial da humanidade 12 lugares cristãos no Japão sul – ocidental, lugares onde durante o período de shōgunato Tokugawa (1603–1868), os fiéis cristãos foram perseguidos. Esta inscrição feita pela UNESCO (que levou o Japão a ter 22 lugares como patrimônio da humanidade, 18 culturais e 4 naturais) tem tido repercussão no Japão e quase todos os maiores jornais divulgaram com satisfação esta notícia.

Continue lendo

Os Congressos Missionários Americanos

O Quinto Congresso Missionário Americano (CAM 5) acontece na cidade de Santa Cruz de la Sierra (Bolívia) de 9 até 14 de julho 2018 com o tema “América em missão, o Evangelho é alegria”. O Santo Padre Francisco nomeou o Cardeal Fernando Filoni, que é Prefeito da Congregação da Fé para a Evangelização dos Povos, como enviado especial para a celebração do Congresso.

Continue lendo

Pranto na fronteira

Que som é esse, triste, rouco, desesperado?  De onde vêm esse pranto, esses soluços, essa tristeza infinita?  Que palavras são essas, repetidas como mantras, incessantemente, tristemente, obstinadamente?  O que dizem, a quem chamam, de que bocas saem?  São dezenas, centenas, milhares de crianças.  Vêm de Honduras, Guatemala, El Salvador ou qualquer outra parte da América Central ou de outro canto do continente.  Choram desconsoladamente porque foram separadas de seus pais e não há nada que possa consolar uma criança que se sente sozinha em um mundo hostil e não encontra a mãe ou o pai para protegê-la.  Esses pequenos chamam, uma e outra vez, insistentemente, desesperadamente: “Papai! Mamãe!”

Continue lendo

Missionários Xaverianos no Brasil
Copyright ©2018