Alguns desafios missionários na Amazônia

0
0
0
s2smodern
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

Os Missionários Xaverianos estão começando uma presença missionária na diocese de Alto Solimôes, (Amazonas). Atualmente estão atendendo a paróquia de São Sebastião em Atalaia do Norte, os padres Zezinho e Alberto, além do bispo diocesano dom Adolfo Zon que é xaveriano e do Pe Paolo Gallo, que moram na sede da diocese em Tabatinga (AM). A seguir o Pe Alberto nos conta os primeiros passos, experiências e desfaios missionários vividos nessa realidade.

Aqui na paróquia São Sebastião, em Atalaia do Norte (AM) tudo está caminhando e progredindo bem. Nos dias de 22 a 24 de marco, isto é sexta, sábado e domingo tivemos a escola bíblica do CEBI da diocese, com três assessores/as e a participação de umas 12 pessoas fieis em cada etapa. 

O tema foi de introdução aos evangelhos: a época de Jesus... os cursistas gostaram muito. Foi uma riqueza para esta paroquia de São Sebastião que tem muitos desafios.

Na próxima sexta-feira, sábado e domingo haverá o primeiro encontro da pastoral da caridade, pela CARITAS diocesana: é mais uma pastoral que surge, tão necessária especialmente aqui! Alberto

Um momento importante foi a caminhada em defesa da mulher, realizada dia 25 de março, com a participação, também de alguns homens: muita animação, lemas, palavras de ordem, faixas, cartazes, buzinas de motos acompanhando. 

Pela primeira vez houve também a passeata dos indígenas, na semana passada, se manifestando contra a municipalização da saúde, que só os prejudicaria, porque os municípios não fariam os devidos repasses.

A coisa principal, contudo, são os grupos de reflexão nos bairros, com vista ao surgimento futuro de CEBs (Comunidades Eclesiais de Base). O povo das periferias quase não se vê na igreja e se sentem distantes: temos que descentralizar a nossa presença e ação evangelizadora.

O tema da Campanha da Fraternidade sobre as políticas públicas é bem aceito, com uma certa consciência das injustiças e da necessidade de engajamento pastoral.

Pe Alberto Panichella