Nossa Missão no Brasil

Por uma igreja pobre, missionária e pascal

Comprometida com a libertação do homem todo e de todos os homens
(Documento de Medellín, Juventude, 15a)

Paróquia São Francisco Xavier MG

Paróquia São Francisco Xavier MG

Igreja em subida

Igreja em subida

Ontem, dia 15 de Março, participei da novena em honra a São José juntos aos nossos irmãos e irmãs dos Cocais (Coronel Fabriciano – MG) que se aprestam a festejar o santo padroeiro. Um momento de grande comoção visitando as famílias da comunidade. No dia de ontem foram quinze casas. A cada família visitada, o número de irmãos e irmãs aumentava durante a procissão. Ao encerrar a caminhada, éramos um numeroso grupo. Entre cantos, orações, água benta, imagens, velas  e amigáveis conversas, a comunidade São José se prepara para celebrar seu padroeiro lembrando que, a presença do divino, alimenta o humano de relações fraternas e de proximidade. Ao contemplar, no dia de ontem, a presença de crianças que faziam festa passando de uma casa para outra, me lembrei de minha infância e de quanto estes momentos tão simples, mas carregados de sensibilidade, me fizeram bem. Se por um lado, o episódio absurdo de Suzano nos aflige, por outro, momentos como estes nos fazem tocar uma outra realidade: “creio neste humanidade que abate as fronteiras e que não usa armas, mas sabe usar o coração. Esta é a humanidade que me faz esperar!” Aqui, nas montanhas de nossa região, a Igreja em saída é também Igreja em subida para horizontes sempre mais altos.

Weekend

Weekend

Ahhh o fim de semana: descanso, sombra e água fresca. Só que não! Na vida de nossas paróquias, haja pique e disposição, regado de muita fé e amor pela missão, diante das várias e lindas iniciativas através das quais o Reino também acontece. Na paróquia São Francisco Xavier de Coronel Fabriciano não é diferente. Celebrando a festa de seu padroeiro, a comunidade São José dos Cocais organizou uma procissão de 17 kilometros. Mesmo para os maratonistas de primeira viagem, deu bom! Ao som do congado recebemos a imagem do padroeiro da Igreja Católica. Innpirados pela vida do santo, celebramos a Eucaristia e, iluminados pelo seu zelo com a sagrada família, vivenciamos momentos de muita fraternidade. Enquanto peregrinos e caminheiros davam os primeiros passos, cheios de entusiasmo e firme decisão, outros passos eram dados até a comunidade de Nossa Senhora de Guadalupe onde teve início, em nível paroquial, a Campanha da Fraternidade. Fomos ajudados, logo após a missa, a refletir sobre o tema da C.F. 2019: Fraternidade e políticas públicas com a nossa amiga Cleusa da paróquia Santo Antônio. Terminava a festa lá em cima (nos Cocais) e começava um outra cá embaixo (Caladão). Era a homarada celebrando 4 anos do terço dos homens na comunidade Nossa Senhora das Dores. Somando o terço de cada semana em quatro anos são 73.000 Aves-Marias semeadas com devoção em vista do florescer divino nas franjas de nosso humano quotidiano. E a canseira do Domingo a noite? É ofertório feliz e agradecido no altar da vida.

A dor do humano, é dor de Deus

A dor do humano, é dor de Deus

Durante a Quaresma, o povo santo de Deus revive o caminho redentor do Salvador através de prática devocional  chamada via sacra. Em nossa paróquia, nos reunimos toda sexta-feira no Santuário Nossa Senhora da Piedade percorrendo a via dolorosa que nos projeta ao jardim do Ressuscitado, fonte de esperança para toda a humanidade.

Endereço

  • Rua B, Gávea, Coronel Fabriciano
  • 35170-301
  • Cel. Fabriciano
  • MG

Contato