Consagração missionária do Juliano

Falar de vida consagrada é falar de amor. O amor de Deus que escolhe e o amor da pessoa que abraça esse chamado. É por isso que no último dia 21 de julho de 2019, aos meus 22 anos de idade, fiz meus primeiros votos religiosos dentro da congregação de missionários xaverianos na cidade de Salamanca (México), após o ano de noviciado, junto com outros dois jovens mexicanos. E os fiz com toda a certeza de ser entregue nas mãos do Pai, pelas mãos de meus irmãos e superiores de comunidade.

Todos os católicos são chamados a seguir a Cristo. Através do batismo nós nos tornamos Filhos de Deus, Irmãos de Jesus Cristo e vivendo os Templos do Espírito Santo. Portanto, a vida dos católicos, se eles querem ser fiéis e coerentes com o seu batismo, não pode ser a mesma que a de uma pessoa não batizada. A imitação de Cristo será a tarefa fundamental em sua vida. 

No entanto, há pessoas que, por um convite especial de Deus, sob uma moção do Espírito Santo, pretendem seguir Cristo mais de perto, render-se a Deus amado acima de tudo e assegurar que toda a sua vida esteja a serviço do Reino. Isto é o que é chamado na Igreja Católica, a vida consagrada.

A vida consagrada é uma comunhão de corações, um encontro e um diálogo de amor permanente, entre o Coração de Deus e o coração humano. Nosso fundador, San Guido Maria Conforti, falou de um amor de irmãos entre irmãos, procurando este fio que nos une a todos nesta irmandade para formar uma única família no mundo. ju

Tudo isso não é para me ampliar como pessoa, mas como o Papa Francisco já disse: “O Deus da vida deve ser encontrado todos os dias da nossa existência; não de tempos em tempos, mas todos os dias ”, e é através da vida consagrada que busco encontrá-lo.

As pessoas consagradas a Deus podem viver sua consagração de muitas maneiras diferentes e vemos como, ao longo da história da Igreja, desde as primeiras comunidades cristãs na Ásia Menor até os florescentes centros urbanos de nossos dias, a vida consagrada assume a diversidade de formulários. Há aqueles que são dedicados à oração e contemplação em um lugar longe de toda a civilização. Há aqueles que, imersos no mundo, vivem sua consagração entre as mais diversas atividades da vida cotidiana. Há quem em sua casa faça a melhor ligação com Deus, demonstrando cada dia ou amor de Deus para com seus filhos e vizinhos.

Todos somos chamados a ter esse encontro particular com Deus, todos somos chamados a andar com ele, um dos caminhos para isso é a vida consagrada. Eu escolhi meu caminho e você ja escolheu o seu?

Juliano da Silva