Vocação à Vida Consagrada

0
0
0
s2smodern
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

O terceiro domingo de agosto celebramos a vocação para a Vida Religiosa Consagrada em todas suas formas como monástica, conventual, apostólica, laical, clerical, feminina e masculina. Conhecida popularmente como frei ou irmão, freira ou irmã.

A vida consagrada nasce da graça, tem graça, produz graça. É uma vocação especifica, um chamado por Deus para servir o Reino. Nela se encontra a gratuidade por toda parte e o encanto de Deus a envolve.

Viver a vocação para a Vida religiosa significa o total sim a Deus, abrindo mão das próprias ambições, através dos votos de pobreza, castidade e obediência. Com o voto da pobreza se vive mais livre dos bens temporais, tornando-se disponíveis para o Reino de Deus, para a Igreja e para os irmãos vivendo a opção pelos pobres. Com a castidade se vive o amor total, sem exclusividade, sendo sinal do mundo futuro que há de vir. Com a obediência se segue a Cristo obediente e fiel à vontade do Pai, vivendo em uma comunidade fraterna. Sempre buscando entrar na dinâmica do Reino. Essa interação ajudou a

O consagrado (a) vive a vocação com uma missão especifica no mundo, na sociedade e no lugar aonde atua, sendo guiado pelo o Espirito, colaborando na construção do Reino. Há profecia e a esperança fazem parte da missão; sempre têm que acontecer seja na juventude, na velhice, na saúde, na doença, no fracasso, no êxito. O consagrado deve  ser sempre testemunha tanto no sofrendo, na morte ou no lento martírio-testemunho da vida ordinária.

Jovem, você que procura dar sentido profundo para a vida, que está aberto ou aberta a um chamado, ouça o chamado do seguimento do Cristo. Não tenha medo de seguir as pegadas de Jesus Cristo, de consagrar a vida como Religioso ou religiosa vivendo a missão cristã de forma mais radical.

Jovem você pensou alguma vez em ser religioso ou religiosa? Em seguir de maneira radical a Jesus Cristo consagrando a própria vida?

Rafael Lopez Villasenor