VOCÊ JÁ LEU?

  • ELIZETE DA APARECIDA TOLEDO
0
0
0
s2smodern
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

Você já leu sobre o Sínodo para a Amazônia? Sabe como acontecerá?

Em entrevista na última semana ao jornalista Domênico Agasso, do jornal italiano ‘La Stampa’, o Papa Francisco advertiu que só quem leu a ‘Laudato Si’ entenderá o Sínodo para a Amazônia. Apresentado pelo santo padre como ‘filho da Laudato Si’, o Sínodo para a Amazônia, “não é uma reunião de cientistas ou de políticos. Não é um parlamento: é outra coisa. Nasce da Igreja e terá missão e dimensão evangelizadora. Será um trabalho de comunhão conduzido pelo Espírito Santo”, disse o Papa.

12118889 1140717179275341 5251270680429390706 nMas afinal, o que é um Sínodo? – De acordo com o dicionário da língua portuguesa, é uma “assembleia periódica de bispos de todo o mundo que, presidida pelo papa, se reúne para tratar de assuntos ou problemas concernentes à Igreja universal”. Sínodo é uma palavra que tem origem no grego e significa “syn”, juntos, e “hodos”, estrada ou caminho. Desta forma, representa uma assembleia na qual se buscam caminhos coletivos para se decidir sobre algo específico, que requer atenção especial por parte da Igreja e seu colegiado com a finalidade de tomar decisões e iniciar processos coletivos mediante os desafios identificados.

Essa modalidade de assembleia foi instituída pelo Papa Paulo VI e foi assumida como uma prática metodológica participativa da Igreja Católica desde 15 de setembro de 1965. Para o Papa Paulo VI, o sínodo representa na prática, “um estudo comum das condições da Igreja e a solução concorde das questões relativas à sua missão. Não é um Concílio, não é um Parlamento, mas um Sínodo de particular natureza” convocado sempre que houver alguma necessidade específica em determinada realidade e contexto histórico.

1549532412870A metodologia que pauta os trabalhos do Sínodo é baseada na colegialidade, um conceito que caracteriza cada fase do processo sinodal, desde a preparação até as conclusões das Assembleias. Os trabalhos alternam análises e sínteses, com uma dinâmica que permite a verificação dos resultados e o exame de novas propostas.

Quem escolhe o tema do Sínodo é o Papa, após um estudo elaborado pelo Conselho da Secretaria Geral do Sínodo dos Bispos, que avalia as sugestões recebidas. Com o tema definido, prepara-se a “Lineamenta”, um documento que apresenta as linhas principais do tema do Sínodo e, após a aprovação do Papa, é enviado ao episcopado. Após um estudo, os bispos enviam uma relação sobre essa Lineamenta para a Secretaria Geral. Só então é redigido, documento de trabalho que é ponto de referência durante a Assembleia sinodal. Por fim, o Papa emite um documento chamado Exortação Apostólica, no qual resume e aprova as principais conclusões dos bispos durante as assembleias.

Sinodo AmazoniaO Sínodo para a Amazônia – Foi uma resposta do Papa Francisco à realidade da Pan-Amazônia. De acordo com Francisco, “ o objetivo principal desta convocação é identificar novos caminhos para a evangelização daquela porção do Povo de Deus, especialmente dos indígenas, frequentemente esquecidos e sem perspectivas de um futuro sereno, também por causa da crise da Floresta Amazônica, pulmão de capital importância para nosso planeta. Que os novos Santos intercedam por este evento eclesial para que, no respeito da beleza da Criação, todos os povos da terra louvem a Deus, Senhor do universo, e por Ele iluminados, percorram caminhos de justiça e de paz”.

Durante o encontro com povos indígenas de quase todos os países da Pan-Amazônia, em Porto Maldonado, Peru, o Papa Francisco falou sobre a riqueza dos saberes e da diversidade indígena, sobre a necessidade de defender a Amazônia e seus povos e, também, sobre as ameaças que estes povos enfrentam em função dos interesses econômicos em seus territórios. A partir destas perspectivas, o Sínodo Especial para Amazônia tem como tema “Amazônia: novos caminhos para a Igreja e por uma ecologia integral”.

cq5dam.thumbnail.cropped.750.422Um Sínodo para CONHECER a riqueza do bioma, os saberes e a diversidade dos Povos da Amazônia, especialmente dos povos Indígenas, suas lutas por uma ecologia integral, seus sonhos e esperanças.

Um Sínodo para RECONHECER as lutas e resistências dos Povos da Amazônia que enfrentam mais de 500 anos de colonização e de projetos desenvolvimentistas pautados na exploração desmedida e na destruição da floresta e dos recursos naturais;

Um Sínodo para CONVIVER com a Amazônia, com o modo de ser de seus povos, com seus recursos de uso coletivo compartilhados num modo de vida não capitalista adotado e assimilado milenarmente.

Um Sínodo para DEFENDER a Amazônia, seu bioma e seus povos ameaçados em seus territórios, injustiçados, expulsos de suas terras, torturados e assassinados nos conflitos agrários e socioambientais, humilhados pelos poderosos do agronegócio e dos grandes projetos econômicos desenvolvimentistas.

533262Documento Preparatório – Construído por uma equipe de assessores e foi aprovado pelo Vaticano, em abril desse ano, quando houve a primeira reunião do Conselho Pré-Sinodal. O Documento Preparatório é composto por um texto-base, que oferece, com competência e profecia, uma análise da conjuntura atual da Amazônia e aponta percursos e novos caminhos para a Igreja a serviço da vida nesse bioma.

O texto está dividido em três partes, segundo o método ver, discernir e agir. Ao final do material estão algumas questões que permitem um diálogo e uma progressiva aproximação da realidade para que as populações da Amazônia sejam ouvidas.

Clique aqui e baixe o Documento Preparatório.

Conheça também a Carta Encíclica do Papa Francisco – Laudato Si

Saiba outras informações do Sínodo para a Amazônia no site da Repam.

FONTE: CNBB