E VOS, COMPREENDESTES ESSAS COISAS?

  • Crispin Luhinzo Mugalihya
0
0
0
s2smodern
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

No dia 01-08-2019, na Festa de São Afonso de Liguori, temos meditado o Evangelho onde ressoou fortemente a pergunta de Jesus: “e vós, compreendestes essas coisas” (cf. Mt 13, 47-53).  Jesus está preocupado com a necessidade de compreender a sua palavra. Compreender muitas vezes ultrapassa a capacidade mental – o intelecto – e exige a disposição do coração. Não se trata apenas assimilar uma matéria, ter atendimento ou conhecimento superficial. No momento da prova, o professor percebe direitinho si os alunos compreenderam ou não a lição passada. Inclusive, o aluno que tira nota dez não significa que vai levar ou viver aquilo vida toda. No horizonte espiritual, compreender vai muito além. Significa ser tocado e interpelado sempre pela Palavra. É deixar-se penetrar, mergulhar-se profundamente na veracidade da Palavra. Um dia dá certo, outro dia não, mas a pessoa não desiste e não se cansa de buscar o crescimento. Quando alguém não compreendeu nada da Palavra de Deus, obviamente isso se manifesta na hora das dificuldades. Segue o comportamento equivocado e os impulsos carnais. Compreender espiritualmente falando é obra do Espírito Santo em nós. Assim, segue o comportamento profético, transparente e fecundo. A Palavra se encarna em nós! Faz parte de nosso ser, nos renova interiormente e revigora a nossas forças. Ela vai transparecendo no nosso agir, principalmente no momento da provação, da dor, da decepção e da frustração. Dai-nos Senhor o coração que saiba expor-se ao vento do Espírito para poder compreender o mistério de nossa existência e de nossa missão.