Do outro lado

Segunda, 06 Mai 2019

Tempo Pascal

Jo 6,22-26

Em escuta do espírito

Entrega ao Senhor os minutos desta oração. Deixa-te ficar tranquilamente no colo do Pai, mergulhado na alegria de Cristo ressuscitado, disponível para acolher os dons do Espírito Santo. No coração de Deus Trindade, Senhor do tempo e da história, pensa por momentos no dom extraordinário de te chamares e seres filho de Deus. Esta é a tua vocação primeira, o chamamento que vem do Senhor Ressuscitado. Dá graças... e começa assim a tua oração: vem, Espírito Santo, vem!

Em escuta da Palavra

Depois que Jesus saciara os cinco mil homens, seus discípulos o viram andando sobre o mar. No dia seguinte, a multidão que tinha ficado do outro lado do mar constatou que havia só uma barca e que Jesus não tinha subido para ela com os discípulos, mas que eles tinham partido sozinhos. Entretanto, tinham chegado outras barcas de Tiberíades, perto do lugar onde tinham comido o pão depois de o Senhor ter dado graças. Quando a multidão viu que Jesus não estava ali, nem os seus discípulos, subiram às barcas e foram à procura de Jesus, em Cafarnaum. Quando o encontraram no outro lado do mar, perguntaram-lhe: “Rabi, quando chegaste aqui?” Jesus respondeu: “Em verdade, em verdade, eu vos digo: estais me procurando não porque vistes sinais, mas porque comestes pão e ficastes satisfeitos. Esforçai-vos não pelo alimento que se perde, mas pelo alimento que permanece até a vida eterna, e que o Filho do homem vos dará. Pois este é quem o Pai marcou com seu selo”. Então perguntaram: “Que devemos fazer para realizar as obras de Deus?” Jesus respondeu: “A obra de Deus é que acrediteis naquele que ele enviou”.

Comentário

"No dia seguinte, a multidão que tinha ficado do outro lado..." Se não seguimos as pegadas e o ritmo do Mestre, corremos o risco de ficar para trás. A proposta de Jesus nos inspira constantemente, e, assim, quer nos livrar dos obstáculos estagnantes que nos paralisam em estreitos horizontes. Um discipulado interesseiro e auto-referencial (segundo nossos moldes e critérios) nos deixa "do outro lado" e não no lado de Cristo e com Cristo. E o que acontece na perícope de hoje: uma multidão à estreita procura do "milagre do pão". Quantas vezes costumamos pedir para que o Senhor "passe na frente" de uma determinada situação ou realidade. E Ele passa; vai sempre abrindo caminhos e sussurrando ao nosso coração: "não fique para trás."

Missionários Xaverianos

Vídeo e áudio



Links Relacionados

https://youtu.be/FOwPfy7Ghts