Eucaristia: coração de Deus

Quarta, 08 Mai 2019

Tempo Pascal

Jo 6, 35-40

Em escuta do espírito

Onde quer que estejas, deixa Deus vir ao teu encontro e ficar contigo. Nem sempre é fácil. Há muito ruído, muita confusão a distrair-te. Se não for ruído exterior, é a confusão dos teus pensamentos. Durante uns momentos, respira mais devagar... Lentamente, vai acalmando a confusão interior e ignorando o ruído exterior. Devagar, vai tomando consciência da presença de Deus... e começa assim a tua oração.

Em escuta da Palavra

Naquele tempo, disse Jesus à multidão: “Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim nunca mais terá sede. Eu, porém, vos disse que vós me vistes, mas não acreditais. Todos os que o Pai me confia virão a mim, e quando vierem, não os afastarei. Pois eu desci do céu não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou. E esta é a vontade daquele que me enviou: que eu não perca nenhum daqueles que ele me deu, mas os ressuscite no último dia. Pois esta é a vontade do meu Pai: que toda pessoa que vê o Filho e nele crê tenha a vida eterna. E eu o ressuscitarei no último dia”.

Comentário

Assim como Deus ofereceu o maná a seu povo no deserto, assim hoje - em Jesus sacramentado - continua a se doar. Vamos nos concentrar nisso: Deus dá. Duas palavras muito simples, mas a pedra angular da revelação bíblica. Deus não pede, Deus doa. Deus não pretende, Deus oferece. Deus não exige como condição, antecipa livremente tudo na força do amor. Um verbo tão fácil, tão simples, tão concreto: dar, que contém o coração de Deus; dar, sem condições, sem compensação; dar sem uma razão que não seja a necessidade íntima de fertilizar, fazer prosperar, tornar a vida frutífera. Este é o porquê da Santíssima Eucaristia. Deus oferece seus dons de luz, em embrulhos luminosos e assim faz nossa vida mais radiosa.

Missionários Xaverianos

Vídeo e áudio