Mar pra peixe

Domingo, 10 Fevereiro 2019

Tempo Comum

LC 5,1-11

Em escuta do espírito

Manhã de Domingo, perfume de páscoa, fragrância de ressurreição. Vinde Espírito do Deus da vida e fazei-nos viver no novo de Deus.

Em escuta da Palavra

Naquele tempo, Jesus estava na margem do lago de Genesaré, e a multidão apertava-se ao seu redor para ouvir a palavra de Deus. Jesus viu duas barcas paradas na margem do lago. Os pescadores haviam desembarcado e lavavam as redes. Subindo numa das barcas, que era de Simão, pediu que se afastasse um pouco da margem. Depois sentou-se e, da barca, ensinava as multidões. Quando acabou de falar, disse a Simão: “Avança para águas mais profundas, e lançai vossas redes para a pesca”. Simão respondeu: “Mestre, nós trabalhamos a noite inteira e nada pescamos. Mas, em atenção à tua palavra, vou lançar as redes”. Assim fizeram, e apanharam tamanha quantidade de peixes que as redes se rompiam. Então fizeram sinal aos companheiros da outra barca, para que viessem ajudá-los. Eles vieram, e encheram as duas barcas, a ponto de quase afundarem. Ao ver aquilo, Simão Pedro atirou-se aos pés de Jesus, dizendo: “Senhor, afasta-te de mim, porque sou um pecador!” É que o espanto se apoderara de Simão e de todos os seus companheiros, por causa da pesca que acabavam de fazer. Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram sócios de Simão, também ficaram espantados. Jesus, porém, disse a Simão: “Não tenhas medo! De hoje em diante tu serás pescador de homens”. Então levaram as barcas para a margem, deixaram tudo e seguiram a Jesus.

Comentário

Um pequeno grupo de pescadores decepcionados por uma noite inteira de trabalho inútil, mas a partir daí, onde pararam, o Senhor os faz partir novamente. E assim ele faz com toda vida: a cada um ele oferece uma vocação, com delicadeza e sabedoria, como nas três palavras para Simão: CONVIDA ele para que se afastasse da praia: Jesus a Simão, pede um favor, ele nunca se impõe; NÃO TEMAIS: Deus vem como a coragem da vida, livre do medo que paralisa o coração; VOCÊ SERÁ: o olhar de Jesus dirige-se ao futuro imediatamente, ele sente em mim as flores do amanhã; para ele, nenhuma pessoa coincide com seus limites, mas com seu potencial. Nas águas do mar da vida, Cristo me faz pescar, fazer emergir e ascender a divina humanidade em mim, em nós. Redes não faltam, tem até a rede do wi-fi, dos meios de comunicação, enfim... Bora pescar, o mar tá pra peixe.

Missionários Xaverianos

Vídeo e áudio



https://youtu.be/r62ncD_thZw