Creio na Igreja Apostólica

Terça, 11 Junho 2019

Tempo Comum

Mt 10,7-13

Em escuta do espírito

Barnabé, companheiro de Paulo, não faz parte dos doze apóstolos. Mas a sua importância na Igreja primitiva foi tão grande que desde cedo foi honrado com o título de apóstolo. Homens como Barnabé – e também muitas mulheres – lançaram os alicerces da comunidade cristã. Gente concreta, com vidas simples, que não teve medo de ser diferente, por causa de Jesus e do seu Evangelho. Hoje, é a tua vez. Por causa de Jesus e do seu Evangelho, precisas de ser diferente. Pede ao Senhor coragem para seres testemunha do seu amor... e começa assim a tua oração: Vem, divino Consolador; Fogo do céu!

Em escuta da Palavra

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Em vosso caminho, anunciai: ‘O Reino dos Céus está próximo’. Curai os doentes, ressuscitai os mortos, purificai os leprosos, expulsai os demônios. De graça recebestes, de graça deveis dar! 9Não leveis ouro nem prata nem dinheiro nos vossos cintos; nem sacola para o caminho, nem duas túnicas nem sandálias nem bastão, porque o operário tem direito ao seu sustento. Em qualquer cidade ou povoado onde entrardes, informai-vos para saber quem ali seja digno. Hospedai-vos com ele até a vossa partida. Ao entrardes numa casa, saudai-a. Se a casa for digna, desça sobre ela a vossa paz; se ela não for digna, volte para vós a vossa paz”.

Comentário

Hoje celebramos a memória litúrgica de Barnabé. Este homem recebeu o nome de apóstolo e toda vez que lembramos a vida dos apóstolos nos recordamos que a Igreja é missionária; em saída, a serviço da evangelização de toda a humanidade. E quais sais as atitudes do discípulo missionário? São Barnabé nos faz entender algumas: coração generoso e bondoso, ele exalava bondade em tudo que fazia. Precisamos combater o mal exalando bondade naquilo que fazemos, exprimindo bondade em nossos gestos e ações. Barnabé era um homem cheio do Espírito Santo, era um homem transformado pela graça do Espírito. E o Espírito que estava em Barnabé falava pelas suas palavras, pelos seus gestos e atitudes. Um pessoa cheia do Espírito Santo deixa-se guiar pelo Espírito, deixa-se ser moldado, deixa que o Espírito conduza aquilo que ele não entende, não compreende e, muitas vezes, deixa-o impotente. Assim Barnabé, assim, hoje, eu... apóstolo na contemporaneidade. 

Missionários Xaverianos

Vídeo e áudio