Ebola: “Estar vigilante e não ceder ao pânico” recomenda a Igreja

0
0
0
s2smodern
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

A Igreja Católica no Senegal se mobiliza para contribuir na prevenção da difusão do vírus ebola depois de que em 29 de agosto as autoridades anunciaram ter encontrado o primeiro caso de infecção no país.

Numa nota enviada à Agência Fides o Vigário Geral da Arquidiocese de Dacar, Dom Alphonse Seck, convida os fiéis a “estarem vigilantes e a não cederem ao pânico”.

Dom Seck se encontrou com os responsáveis pelo Ministério da Saúde do Senegal com os quais foram concordadas as medidas a serem adotadas para evitar a difusão da infecção. “Convidamos os nossos confrades sacerdotes”, escreve Dom Seck, “a escolherem um momento da Assembleia Eucarística para lembrar as recomendações de prevenção elaboradas pelo Ministério da Saúde e Ação Social e difundí-las com todos os meios”.

As recomendações podem ser baixadas do site da Arquidiocese de Dacar . Sublinha-se também que “as informações deverão ser difundidas nas línguas nacionais e locais para garantir uma comunicação melhor e reduzir a difusão de pânico e crenças falsas ligadas à superstição”.

Até agora a epidemia de ebola matou nos países da África Ocidental atingidos pela epidemia mais de 1.500 pessoas, das quais 120 médicos e enfermeiros.


Fonte: http://www.news.va/pt/news/