Jornada Mundial da Juventude

  • Ingrid Ferreira
  • Artigos
0
0
0
s2smodern
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

A Jornada Mundial da Juventude (JMJ) aconteceu em Cracóvia (Polônia), de 25 a 31 de julho de 2016. Foi um grande encontro de jovens de todo o mundo à volta do Santo Padre.

O lema da JMJ, “Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia” (Mt 5,7), sublinhou a importância das Bem-aventuranças, coração dos ensinamentos de Jesus Cristo.

Ingrid Ferreira, da Pastoral da Juventude da paróquia Sagrado Coração de Jesus e da coordenação da Juventude da diocese de São Miguel Paulista (São Paulo), conta-nos sua experiência no evento da JMJ.

O que significou para você participar da JMJ como representante da sua paróquia e diocese e da Igreja do Brasil?

 A responsabilidade foi muito grande. Tive que superar as críticas e as minhas fraquezas ao longo do trajeto. Representar a minha paróquia e a diocese foi importante para o meu crescimento espiritual. Senti o amor de Deus na sua infinita misericórdia na minha vida. Ele me presenteou com a JMJ, dando-me mais força e fé na minha caminhada na Igreja, o que foi fundamental para a superação de todos os momentos que a delegação passou.

JMJ3

Qual foi o momento mais importante que você vivenciou?

Eu destaco o momento da vigília. Quando começamos a escutar os depoimentos dos jovens relacionados ao tema da JMJ 2016, foi uma lição a cada jovem que reclama da sua vida por não ter bens materiais, enquanto outros querem superar os medos e desejam a paz. O perdão surgiu na hora em que foi falado do atentado que São João Paulo II sofreu e que, mesmo assim, perdoou aquele que tentou matá-lo. Vimos e sentimos a misericórdia em nossos corações.

Qual é o sentimento que mais marcou essa JMJ de Cracóvia?

O sentimento que mais marcou a JMJ foi a gratidão. Quando temos gratidão em nossos corações, conseguimos partilhar com o próximo e ajudá-lo a chegar ao rumo certo. Cada grupo passou algumas dificuldades, mas, com amor e misericórdia, conseguimos superar cada momento na JMJ, desde as catequeses aos atos centrais com o Papa Francisco. Partilhar esse dom da gratidão nos torna mais dignos do amor do Pai.

jmj2Quais são as diferenças ou semelhanças com a JMJ do Rio em 2013?

A diferença começa com a cultura do país, mostrando o quanto eles foram prestativos em acolher todos os peregrinos de cada canto do mundo.

Encontrar mais brasileiros nessa JMJ revela o quanto fomos tocados pelo último evento realizado em nosso país. Encontramos, na semelhança, a alegria que cada jovem transmite independentemente de onde aconteça uma JMJ.

Qual a mensagem que você deixa para todos os jovens do Brasil?

Que, neste ano de misericórdia, todos os jovens do Brasil possam colocar em prática tudo aquilo que dizem em momentos de orações, ajudando o próximo sem medo. Lembro aqui da fala do nosso querido Papa Francisco:  “Saiam do sofá”!!! Não fiquem alienados com a tecnologia e sim deixem suas marcas, pois somos os protagonistas do amanhã. 

Precisamos construir pontes da fraternidade e uma história que transborde alegria do amor de Deus.

JMJ4 1024x214