APELO DO PAPA NO CUIDADO COM A CASA COMUM

  • ELIZETE DA APARECIDA TOLEDO
  • Leigos

Para este mês de setembro/2019, Papa Francisco nos pede que rezemos pela proteção dos oceanos:  Para que os políticos, os cientistas e os economistas trabalhem juntos pela proteção dos mares e dos oceanos.

O mês de setembro inicia com a Jornada Mundial de Oração pelo cuidado da Criação, instituída pelo Papa Francisco. A celebração deste dia é uma chamada de atenção a todos pela necessidade urgente de cuidarmos do planeta Terra, que vive uma gravíssima degradação, pondo em questão o futuro das novas gerações. Na sua intenção de oração, o Santo Padre pede uma maior atenção ao cuidado dos oceanos, e por aqueles que, a nível das decisões políticas, científicas e económicas podem tomar decisões de modo a contrariar os danos que estão a ser feitos.16049974 303

A comunicação social e as redes sociais têm, nos últimos anos, mostrado aspetos muito preocupantes sobre os oceanos, a imensa quantidade de lixo, especialmente plásticos, que põe em risco a sobrevivência de muitas espécies e o equilíbrio do ecossistema, com implicações já a curto prazo na vida humana. A Igreja representa uma grandíssima percentagem da população mundial e, por isso, somos chamados ainda mais a ser os primeiros a assumir com firmeza boas práticas ecológicas para proteger os oceanos.

Os plásticos que usamos e deitamos fora, o lixo que não reciclamos nem reutilizamos, temos consciência do impacto desta negligência? Um dos grandes problemas que temos é que não vemos em primeira pessoa o resultado dos nossos desperdícios. Quando deitamos o lixo fora, pensamos onde ele vai parar? Quando não separamos o lixo, não temos critério na compra de artigos que não são ecológicos, estamos a contribuir, numa pequena escala, para um drama futuro com consequências terríveis para a natureza. Se cada cristão levasse a sério este desafio do Papa, conseguimos imaginar as boas consequências que daí poderiam advir?

02 09 oceanos peixes corais foto pixabayVamos rezar juntos?

Pai de bondade, criaste o mundo para nós e confiaste aos teus filhos a obra da criação. Nós te pedimos perdão por não sabermos cuidar da beleza que nos foi confiada e usarmos de forma egoísta e irrefletida os recursos que necessitamos para viver. Pedimos-te perdão pela nossa falta de sensibilidade e amor para com a natureza e para com os teus filhos e filhas que sofrem as consequências das nossas más opções. Dá-nos luz para optarmos decididamente pela defesa da criação, fazendo tudo o que está ao nosso alcance para fazer da Terra o lugar de beleza que sonhaste para nós. Pai-Nosso... Ave Maria... Glória...

Desafios para este mês:74c55d5920dc9c812f81a3a4c7b4a966

– Procurar informar-se, na internet, através das redes sociais e outras publicações, do impacto e dimensão da poluição dos oceanos e as consequências que trazem para o futuro do planeta. Tomar conhecimento das boas práticas que devem ser adotadas em casa, nas escolas, nos locais de trabalho, etc...

– Em casa, tomar decisões sobre as coisas que se compram, a quantidade de plástico, matérias poluentes e os resíduos que se criam. Optar pela regra ecológica do: reduzir; reciclar; reutilizar.

– Na própria comunidade, pensar como as instituições ajudam à sensibilização para boas práticas ecológicas, falando disso nas celebrações litúrgicas, na catequese, na implementação da separação do lixo, na diminuição dos desperdícios, no uso de materiais recicláveis, etc...

– (Re) pensar a forma de consumo: precisamos de tudo que compramos? São bens indispensáveis à nossa sobrevivência ou fruto do desejo de consumir?

FONTE: Rede Mundial de Oração do Papa