Jovens que se doam pela missão

0
0
0
s2smodern
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

Experiência missionária nas periferias de Douala

Entre os dias 11 e 30 de julho tive a alegria de acompanhar um grupo de jovens missionários que veio de Murcia/Espanha, diocese de Cartagena, para realizar uma experiência missionária em Douala nas paróquias xaverianas.  Douala é a capital econômica dos Camarões onde os missionários xaverianos trabalham a mais de 35 anos. O grupo era formado pelos padres Paulino Ramirez (missionário xaveriano), Jose Luis Bleda (coordenador da dimensão missionária da diocese de Cartagena) e pelos jovens José Manuel, Alfonso, Marina, Helena, Nuria, Isidro e Alvaro.

IMG 9059A experiência missionária dos jovens começou ainda na Espanha durante um ano de preparação onde foi realizado encontros de formação missionária, momentos de espiritualidade e outras atividades. Em Douala houve também uma preparação intensa para acolher os missionários. Toda a preparação envolveu a comunidade dos missionários xaverianos de Douala, as irmãs xaverianas e muitos outros voluntários que trabalharam com muito entusiasmo e engajamento. 

A primeira atividade do grupo foi conhecer a realidade das paróquias xaverianas e visitar os diferentes lugares onde os trabalhos foram organizados. As paróquias xaverianas de Douala se encontram na periferia da cidade em uma área caracterizada por um grande desenvolvimento urbano. Atualmente, as paróquias xaverianas de Douala tem recebido muitos refugiados provenientes da parte inglesa do país, região que se encontra ameaçada por conflitos políticos e por uma forte ameaça de guerra civil.

duala 2

A maioria dos trabalhos do grupo aconteceu na poróquia São Judas de Ngodi Bakoko. Lá os missionários se dividiram em grupos realizando diferentes ateliês: pintura, artesanato, reciclagem de materiais descartáveis e a costrução de um pouquinho de divesões para as crianças, sempre com material reciclado. Outros trabalhos e visitas também foram organizados: visita à comunidade das Irmãs de Madre Tereza de Calcutá que acolhem idosos e doentes abandonados, visitas ao leprosário de la Dibamba, uma pequena colônia onde vivem enfermos portadores de hanseníase;  visitas a um centro hospitalar e visitas a um orfanato que acolhe crianças abandonadas. Além das visitas e trabalhos, o grupo partilhou com cada instituição gestos de caridade e de solidariedade como roupas, brinquedos, remédios e também uma doação em dinheiro, fruto das atividades realizadas em Murcia. O grupo também visitou a cidade de Yaoundé onde está localizada a teologia international dos missionários xaverianos. 

No dia 30 de julho os missionários retornaram para Murcia levando na bagagem uma experiência que marcará profundamente a vida de cada um deles. Esperamos que esses mesmos jovens, motivados por essa experiencia tão rica e tão profunda, possam ajudar outros jovens a descobrirem a beleza da vocação missionária presente em cada batizado e que pode ser vivenciada de muitas maneiras.Foram 21 dias vividos com muito entusiasmo e com um grande ardor missionário. Acompanhando os jovens nas visitas e atividades, me emocionei muito vendo o engajamento e a doação de cada um deles. Os olhares, os abraços, os gestos de carinho e de acolhida exprimiam sempre a beleza do encontro com o outro que não deixa de ser o encontro com o Cristo. Sempre quando retornavam para casa, causados e exaustos, sempre tínhamos tempo para partilhar de maneira muito profunda a riqueza de cada atividade realizada, de cada encontro que tiveram. Nessas partilhas, muitas lágrimas caíram nos fazendo compreender que somos todos irmãos e que é possivel fazer do mundo uma  só familia.

Marcelo Ávila, missionário xaveriano