Cristãos copatas decapitados morreram pronunciando o nome de Cristo

0
0
0
s2smodern
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

Cairo (RV) – Os coptas decapitados pelos jihadistas do Estado Islâmico na Líbia morreram pronunciando o nome de Cristo. É o que confirma à agência Fides Dom Anba Antonios Aziz Mina, Bispo Copta Católico de Giuzeh.

“O vídeo que mostra a sua execução – informa o Bispo egípcio – foi construído com uma arrepiante montagem cinematográfica, com a intenção de semear terror. No entanto, naquele produto diabólico de horror sanguinário, vê-se que alguns dos mártires, no momento de sua bárbara execução, repetem ‘Senhor Jesus Cristo’.

O nome de Jesus foi a última palavra proferida por eles. Como na paixão dos primeiros mártires, se entregaram Àquele que os acolheria.

E assim, celebraram a sua vitória, a vitória que nenhum carnífice poderá lhes roubar. Aquele nome, sussurrado no último instante, foi o sigilo de seu martírio”.

Sete dias de luto nacional

Entretanto, no Egito, o governo proclamou sete dias de luto nacional pelos mártires da Líbia, enquanto em diversas dioceses, entre jejuns e vigílias de oração, fiéis e Bispos propõem dedicar a eles novas igrejas.

O Primeiro-ministro Ibrahim Mahlab revelou que o próprio Presidente Abdel Fattah al-Sisi deu disposição para construir, financiada pelo Estado, uma Igreja dedicada aos mártires da Líbia na cidade de Minya, de cuja região provinha a maior parte dos coptas decapitados pelos jihadistas.

Por decreto presidencial, as famílias das vítimas do terror islâmico receberão uma indenização em dinheiro e uma pensão mensal. (SP)

(from Vatican Radio)