Mensagem final do Congresso "Carisma Xaveriano e as Redes Sociais"

  • Missionários Xaverianos
  • Novidades
0
0
0
s2smodern
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

"Também e-mails, sms, redes sociais, chat podem ser formas de comunicação plenamente humanas". (Papa Francisco, mensagem para o 50º dia mundial das comunicações, 24 de janeiro de 2016)

Caríssimos confrades, uma fraterna saudação desde Taverneiro (Itália), onde a Direção Geral, interpretando a vontade do XVI CG, nos reuniu para o Congresso "Carisma Xaveriano e as Redes Sociais" (17-30 de janeiro de 2016). Além dos delegados de nossas circunscrições, estavam presentes duas irmãs xaverianas e um representante dos leigos xaverianos. Enfrentamos junto o novo mundo das redes sociais (SM), que estão abrindo novas portas e novos confins para a missão.

Apesar de uma rica tradição dos meios de comunicações (rádio, imprensa, cinema, teatro etc.), fomos pegos de surpresa diante do potencial (e ambiguidade) das novas tecnologias de informação, tão surpreendentemente que cresceu em nosso entorno e entre nós. O Congresso, graças à intervenção de especialistas experientes e consultores, foi uma introdução indispensável à realidade das Redes Sociais. Aprendemos a distinguir a mídia de massa (MM) por redes sociais(SM). Eles apresentaram uma nova gramática da comunicação, com implicações antropológicas, que estão gerando novos mapas, novas dinâmicas pessoais e sociais, novas estruturas linguísticas, bem como culturais.

Este "novo mundo" nos desafiou profundamente, como Congregação, nas duas semanas do Congresso. Não nos iludimos que nos tornaremos todos peritos digitais.

Mas tomamos conscientes da necessidade de abrir-nos com empatia as Redes Sociais e de habitar na rede com nossa identidade missionária.

final photo

Os Meios de comunicação de massa nos habituaram a viver num mundo que se tornou "pequeno", "aldeia global", onde "o meio é a mensagem" (McLuhan). A Rede social introduziu-nos em um mundo ampliado, um novo "continente digital", uma praça lotada de pessoas, onde "o meio somos nós." Então nos descobrimos, quase de surpresa, nas redes sociais, graças as novas gerações xaveriana, já familiarizada com as Redes Sociais.

O Papa Francisco, em sua mensagem para a 50º jornada mundial da comunicação (24 de janeiro de 2016) disse que: "Também e-mails, sms, redes sociais, chat podem ser formas de comunicação plenamente humanas”.

O Congresso nos encorajou a entrar nas redes sociais, com nossa identidade, com uma estratégia, com um projeto de comunicação, tendo em conta as regras das Redes Sociais. É muito sugestiva, a proposito, a imagem de Jesus, de acordo com o Evangelho de Lucas, que "foram para as cidades e aldeias, pregando e anunciando a boa nova do Reino de Deus" (LC 8,1). Não podemos imaginar o itinerante de Jesus de Nazaré ausente das praças digitais de hoje, tão cheia de pessoas de todo o mundo, saindo de si mesmos e abrindo-se ao outro.

Motivados também das indicações do XVICG, que nos convidava para "reposicionar-nos", "descobrimos" que a Redes Sociais, é habitada e frequentada por milhões de pessoas, questionando de perto também nós, de "reposicionar" missionariamente em rede, para sermos mais responsáveis no confronto “a qualquer pessoa que nos questione sobre a razão da esperança que vive em nós" (1Pt3,15. ) Espera-nos um futuro de mudanças rápidas e significativas que nos colocará as duras provas sobre a nossa capacidade de adaptação. Mas isso faz parte do carisma e da nossa tradição missionária. Como podemos esquecer nesta hora da mudança epocal nas origens e nos eventos de produção mediática xaveriana e o papel corajoso e profético do nosso Santo fundador e dos primeiros missionários? Não estamos começando do zero: se trata de entrelaçar a nossa rica tradição de mass-media com as oportunidades oferecidas pelas novas tecnologias para melhor servir a missão que nos vem através das redes Sociais. Hoje a paixão pelo nosso carisma e o intenso amor para nossa família xaveriana passa também pela rede.

Como delegados ao Congresso, sentimo-nos empenhados a compartilhar com vocês, queridos irmãos, os conhecimentos adquiridos nestas duas semanas da importância das redes sociais em relação ao nosso carisma. Acreditamos que o melhor fruto deste Congresso é a mudança do nosso olhar sobre as Redes Sociais: de um olhar negativo para um olhar generativo.

Queridos irmãos, "a paixão pelo nosso carisma," disse o nosso superior geral, Pe Luigi Menegazzo, na saudação inicial "nos impele a não perder nenhuma oportunidade de que Cristo seja proclamados e conhecido." As redes sociais são um novo espaço social para habitar, também da nossa parte. Boa missão, também em rede!

Os delegados ao Congresso "Carisma Xaveriano e as Redes Sociais".

Taverneiro, 30 de janeiro de 2016.