Adeus Pe Humberto Vega!

0
0
0
s2smodern
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

Os fiéis da paróquia Imaculado Coração de Maria, de Piracicaba, amanheceram no domingo do Senhor, 13 de novembro, chocados com a notícia do falecimento do seu pároco, padre Humberto Vega Aviña, SX.

Padre Humberto era asmático e faleceu de madrugada, vítima de insuficiência respiratória.

Na quarta-feira, 16 de novembro, às 15h, será celebrada a missa de exéquias, presidida pelo bispo diocesano Dom Fernando Mason e concelebrada pelo provincial dos Xaverianos, padre Domingos Borrotti e demais religiosos da Congregação e pelos padres diocesanos.  Após a celebração o corpo será conduzido em cortejo até o cemitério Parque da Ressureição onde será sepultado na cripta da capela existente no local.

No domingo, após a notícia os fiéis começaram a encher a Igreja Matriz à espera do corpo de seu pastor. Pontualmente às 14h, o corpo foi conduzido ao interior do templo onde os paroquianos aguardavam em silêncio. Ainda no domingo, duas missas de corpo presente foram celebradas, às 16h, presidida pelo padre diocesano Edvaldo de Paula Nascimento, e às 19h, presidida pelo Missionário Xaveriano padre Roberto Carlos Marques da Silva. Brasileiro e atualmente trabalhando como missionário no México, padre Roberto Carlos lembrou com carinho do amigo de sorriso largo e “festeiro”.

“Padre Humberto era um homem de festa, um missionário que levava alegria do evangelho e com seu jeito feliz cativava a todos”, disse: "O bispo diocesano, Dom Fernando Mason ficou consternado com a notícia e esteve no velório no domingo à tarde para levar seu abraço afetuoso aos xaverianos. “Uma grande perda para nossa diocese; contudo, ele está na glória do Pai e isso devemos celebrar com alegria”, salientou.

O Regional dos Missionários Xaverianos padre Domingos Borrotti disse que a congregação sofre muito com a morte de padre Humberto, pois ele tinha um grande trabalho como membro do Conselho da Regional e principalmente pelo belo trabalho que estava desenvolvendo na paróquia. “Para todos nós foi um choque, não será fácil, mas tudo está nas mãos do Senhor que sabe todas as coisas”, comentou.

O paroquiano Danilo Mendes da Costa, membro da Pastoral Litúrgica e animador de uma das missas celebradas em sufrágio da alma de padre Humberto, lembrou que tudo estava preparado para a missa de fechamento da Porta Santa, mas que na verdade a porta ficou aberta. “Padre Humberto não fechou a Porta Santa, mas abriu a porta da misericórdia para que todos nós os fiéis tenham a possibilidade de por ela entrar”, disse.

Padre Humberto tinha 46 anos, era mexicano e pertencia à Congregação dos Missionários Xaverianos. Chegou ao Brasil no início de 2011, sendo destinado a trabalhar na paróquia administrada pelos religiosos xaverianos na Diocese de Piracicaba. Iniciou seu ofício como vigário paroquial e em 14 de fevereiro de 2015 assumiu o ofício de pároco.

O religioso nasceu no estado de Michoacan. Fez seus estudos de filosofia, noviciado e teologia no México. Foi ordenado diácono em 18 de março de 2.000 e presbítero em 30 de julho do mesmo ano. Durante dez anos trabalhou em sua terra natal, e o Brasil foi seu primeiro envio além fronteiras.


Rosiley Lourenço - Assessoria de Comunicação Diocese de Piracicaba.