É possível ser útil estando doente, idoso ou fisicamente limitado

0
0
0
s2smodern
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

O padre Sávio Corinaldesi, missionário xaveriano com 80 anos de vida tem uma vida dedicada à missão e um carinho especial pelo Brasil. Padre Savio é italiano e chegou ao Brasil em 1968 com o objetivo específico de viver e anunciar o Evangelho.

Trabalhou por 34 anos nas dioceses de Belém e Abaetetuba (PA) e na prelazia do Xingu. De março de 1985 a junho de 1987, foi diretor do Centro de Formação Intercultural (Cenfi), em Brasília (DF). Mais tarde ocupou o cargo de superior dos xaverianos da Amazônia e foi secretário executivo do Regional Norte 2 da CNBB.

O sacerdote começou seu trabalho na sede das Pontifícias Obras Missionárias (POM) em 2002, como secretário nacional da Infância e Adolescência Missionária (IAM). Após 13 anos a serviço das POM, contribuindo em diversos trabalhos, padre Sávio encerrou suas funções na equipe nacional das POM no final de 2014 e voltou a Belém, sede da Região do Brasil Norte da sua congregação.

Hoje padre Sávio está na Itália, na Casa Mãe dos missionários xaverianos, em Parma, em tratamento de saúde, junto com outros missionários idosos e enfermos.

Por ocasião do aniversário do padre Sávio, alguns amigos pediram uma bênção especial do papa Francisco, que respondeu com esta carta: “Reverendo Padre, com pensamento solícito e delicado, o casal Sergio e Alzira Rossin informaram o papa Francisco da experiência passada a serviço dos pobres e dos últimos que o senhor levou a cabo na missão de seu Instituto na Amazônia, bem como a alegre ocasião da passagem do seu 80º aniversário, solicitando para o senhor o dom da sua Bênção.

Profundamente comovido com o que soube, o santo padre agradece-lhe a paixão pelo Evangelho, e o generoso serviço realizado nas “periferias existenciais” manifestando o rosto misericordioso de Jesus para com os irmãos mais pobres entre os pobres.

Ao mesmo tempo, Ele, ao garantir a sua proximidade paternal, recomenda que coloque com confiança qualquer tribulação “sob o manto de graças de Nossa Senhora”, sem nunca se cansar de invocar conforto e esperança, através da intervenção daquela que é a Virgem poderosa, porque “a intercessão de Maria nos faz experimentar o consolo de Deus Pai misericordioso e Deus de toda consolação” (Mensagem aos doentes, 15 de setembro de 2015).

Enquanto Lhe garante a sua recordação constante na oração, o papa Francisco pede o favor de fazer o mesmo para ele, e de coração concede a implorada Bênção Apostólica, que de bom grado estende à comunidade e aos seus entes queridos, acompanhando este gesto com o presente que vai em anexo e que foi especificamente abençoado com a esperança de que o Espírito Santo o sustente com o poder transformador dos seus dons inefáveis. Com sentimentos de estima”. (Mons. Paolo Borgia,  assessor do papa Francisco).

Com seu estilo de vida simples, padre Savio fez um agradecimento. “Agradecendo a Deus e aos que cuidaram de mim, no Brasil e agora na Itália, posso dizer que, dentro do quadro de fragilidade típica da idade e da doença, vou vivendo na paz, administrando a saudade que se renova a cada dia”.

Ao perceber que o mal de Parkinson se tornava sempre mais exigente, padre Sávio costumava dizer: “na vida missionária é possível ser útil mesmo estando doente, idoso ou fisicamente limitado”.

Como missionários, “pertencemos a uma raça de pessoas que, pela graça de Deus, produz frutos também quando pregados numa cruz”.


Fonte: www.pom.org.br