Bem aventurados os misericordiosos porque alcançarão misericórdia: IIº EJUMIX

  • Evanderson Luiz de Abreu
  • Artigos

Estiveram reunidos em Londrina-PR mais de 250 jovens vindos de Coronel Fabriciano, Guainazes, Hortolândia, Piracicaba, Curitiba, Laranjeiras do Sul, Nova Laranjeiras e os anfitriões Londrinenses na semana de 26 à 28 de agosto de 2016, para o IIº EJUMIX (Encontro da Juventude Missionária Xaveriana).

O encontro se realizou na Paróquia Jesus Cristo Operário e Mãe da Igreja, na Comunidade São Francisco de Assis nos “Cincão”.

Com o tema: Missão e Misericórdia e o lema: Bem aventurados os misericordiosos porque alcançarão misericórdia, o encontro iniciou na sexta feira (26/08) com a acolhida e o credenciamento dos jovens de Guainazes – SP, Coronel Fabriciano – MG, Laranjeiras do Sul – PR, Nova Laranjeiras – PR, logo após a animação inicial, os jovens assistiram um vídeo de retrospectiva do Iº EJUMIX que se realizou no ano passado em Hortolândia – SP. Em seguida os participantes foram acolhidos nas casas das Famílias da Paróquia onde se realizou o encontro para o descanso.

jumiz2No sábado (27/08), o dia começou com a acolhida dos jovens de Hortolândia –SP, Piracicaba –SP e Curitiba – PR, que após serem recebidos com muita alegria pelos anfitriões da Paróquia, se dirigiram para o salão para o café da manhã. Ás 08:00 as atividades começaram a todo o vapor com a oração inicial preparada pela Comunidade de Filosofia dos Missionários Xaverianos, que nos proporcionaram um momento espiritual Mariano.

Esteve presente no encontro dando as boas vindas aos jovens, o arcebispo de Londrina, Dom Orlando Brandes, que exortou aos jovens serem missionários, fazendo a experiência com o Crucificado e sendo assim impulsionados para a missão.

A Iª colocação do encontro, foi exposta pelo Leigo Missionário Xaveriano, Paulo Moroni de Ourinhos – SP que apresentou aos jovens a figura missionária do Apóstolo das Missões, São Francisco Xavier. Paulo convidou aos jovens para que se deixar guiar pelo espírito Missionário da Igreja como fez Xavier, para levar a Boa Nova aos não-cristãos. A IIª colocação do encontro foi desenvolvida pelo Pe. Thiago Rodriguês, Missionário Xaveriano que trabalha em Curitiba – PR, que abordou o tema: São Guido e a Misericórdia. Pe. Thiago entusiasmou os jovens a serem missionários da misericórdia, jovens que olhem o mundo sem barreiras ou distinções, que só sim se consegue “Fazer do mundo uma só Família”.

Logo em seguida as duas colocações da manhã, os participantes foram divididos em grupos, para responderem a seguinte pergunta: Como posso ser instrumento da Misericórdia de Deus na comunidade onde participo?.

jumix2

Na parte da tarde todos os jovens foram encaminhados para o Seminário Xaveriano das Missões, onde os seminaristas (Wagner, Lucas O., Lucas R., e Luís) preparam os chamados “GuidOlímpicos”, várias atividades realizadas pelos grupos, que puderam experimentar a beleza do trabalho em grupo.

A “Cerimonia” de abertura dos jogos teve uma dança preparada pelas IAM (Infância e Adolescência Missionária) da Paróquia Nossa Senhora de Fatima e o acendimento da “Pira” Olímpica Missionária.

Um dos momentos mais profundos do encontro no sábado foi a Vigília Missionária Xaveriana, realizada em um campo de futebol ao lado da comunidade São Francisco de Assis, que tinha como objetivo retratar o “Campus Misericordie” (Onde aconteceu a Vigília da JMJ 2016 na Polônia).

A Vigília, conduzida pelos jovens, com orações, cantos, textos de meditações, teve a participação das Irmãs Salesianas Missionárias, da Indía que apresentaram uma dança indiana, com incenso, luz e flores. Os jovens puderam nesta vigília contemplar os três livros que fala São Guido: o livro da Natureza, o livro do Crucificado e o livro da Palavra de Deus.

jumix5

No sábado à noite tiveram apresentações culturais de todos os grupos participantes do encontro.

E em seguida uma “Balada Missionária” com músicas de vários países, que os jovens cantaram, dançaram, pularam.

Após este momento os jovens foram destinados as casas das Famílias da Paróquia que estavam a espera dos seus hospedes.

No domingo (28/08), as atividades tiveram início na Paróquia Santa Cruz, onde os jovens tiveram um momento penitencial conduzido pelo Padre Augustin Mukamba, SX, que levou aos jovens a fazerem exame de consciência e passar pela “Porta Santa da Misericórdia”.

A IIIª colocação do encontro foi exposta pelo Pe. Rafael Lopez Villasenor, SX que comentou sobre Jesus e o Ano Santo da Misericórdia. Após a estes [caption jumiz4

três momentos na Paróquia Santa Cruz, os jovens iniciaram a “Caminhada da Misericórdia” com orações, cantos, danças até a Comunidade São Francisco de Assis.

O encontro encerrou-se com a celebração da Santa Missa presidida pelo Pe. Rafael Lopez, Vice Regional dos Missionários Xaverianos

e concelebrada pelos Padres Camilo Didoné, Paróco da Paróquia Jesus Cristo Operário, Beto Mazeto, Thiago Rodrigues, Augustin Mukamba, Fábio Castelli, Lucas Marandi, Humberto Vegã e todo povo de Deus.

Pe. Rafael, em sua homilia, destacou a importância da Misericórdia na vida de um missionário e fez um apelo aos jovens que se deixem guiar pelo Espírito Santo sendo ‘Missionários da Misericórdia’ para fazer do mundo uma só Família. Na Celebração Eucarística os jovens participantes do encontro foram enviados, com o objetivo de criar pontes e destruir os muros como nos exorta o Papa Francisco na última JMJ 2016: “A vida de hoje diz-nos que é muito fácil fixar a atenção naquilo que nos divide, naquilo que nos separa. Querem fazer-nos crer que fechar-nos é a melhor maneira de nos protegermos daquilo que nos faz mal. Hoje nós, adultos, precisamos de vós para nos ensinardes a conviver na diversidade, no diálogo, na partilha da multiculturalidade não como uma ameaça mas como uma oportunidade: tende a coragem de nos ensinar que é mais fácil construir pontes do que levantar muros! E todos juntos pedimos que exijais de nós percorrer as estradas da fraternidade. Construir pontes… Sabeis qual é a primeira ponte a construir? Uma ponte que podemos realizar aqui e agora: um aperto de mão, estender a mão. Coragem! Fazei agora, aqui, esta ponte primordial, e dai-vos a mão. É a grande ponte fraterna, e podem aprender a fazê-la os grandes deste mundo… Não para a fotografia, mas para continuar a construir pontes cada vez maiores.

Que esta ponte humana seja semente de muitas outras; será uma marca. Hoje, Jesus, que é o caminho, chama-te a deixar a tua marca na história. Ele, que é a vida, convida-te a deixar uma marca que encha de vida a tua história e a de muitos outros. Ele, que é a verdade, convida-te a deixar as estradas da separação, da divisão, do sem-sentido. Aceitais? Que respondem as vossas mãos e os vossos pés ao Senhor, que é caminho, verdade e vida? .

jumiz6Com o Coração cheio de ardor missionário os jovens voltam para suas comunidades, com o entusiasmo e comprometidos em realizar o sonho de São Guido Maria Conforti:

“Fazer do Mundo uma só Família no Amor” pois,

“Bem-aventurados os missionários, pois terão o mundo como um lar”.


Evanderson Luiz de Abreu, SX.

jumi