Viver um amor que impulsiona!

  • Evanderson Luiz de Abreu
  • Artigos
0
0
0
s2smodern
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

Alguns dias cheguei na Itália, na Casa Mãe dos Missionários Xaverianos em Parma, todos me acolheram muito bem com o espirito de Família Missionária como era o sonho do nosso fundador São Guido Maria Conforti.

No Brasil deixei muitos amigos que ao me despedir, me fizeram a seguinte pergunta: Porque se parte para a Missão? A minha resposta imediata foi “porque alguém precisa alargar as tendas!”, mas durante a viagem de avião, coloquei – me a refletir sobre esta pergunta que a maioria dos amigos me fizeram.

Estando aqui depois de uma semana encontro um pequeno livro com algumas frases missionárias ao abrir encontro logo nas primeiras páginas uma frase do Cardeal Martini, que quando interrogado respondeu o seguinte: “Para ir para a missão deve se ter razões específicas, uma referência não só para questões de saúde, de meio ambiente, de justiça, de desenvolvimento, mas a referência à falta de conhecimento de Cristo por muitos e o desejo de que Deus, de quem eu sou apaixonado, ser conhecido! é o ser no amor com Deus que torna missionários!

É a alegria da pérola preciosa que dá o desejo de torná-lo conhecido a outros. É a alegria do evangelho que impulsiona à missão”.

O evangelista Mateus nos afirma que “O Reino dos Céus é como um tesouro escondido no campo. Um homem o encontra e o mantém escondido. Cheio de alegria, ele vai, vende todos os seus bens e compra aquele campo”. Ser missionário é encontrar o tesouro vender tudo o que tem, deixar tudo o que tem e ir para os campos, os mares, as cidades. E chegando nestes lugares o que o missionário deve fazer? “tirar do seu baú coisas novas e velhas”.

Na Comunidade Xaveriana de Teologia na Itália, somos em 18 coirmãos; 3 padres e 15 teólogos de 8 nacionalidades. (Itália, Indonésia, Burundi, Camarões, Republica Democrática do Congo, México, Peru-Colômbia e Brasil). E por que nos Xaverianos vivemos em comunidade? Para mostrar que, em uma sociedade como a nossa, é possível viver e ser irmãos, sempre favorecendo o homem, sobretudo com partilha e a solidariedade.

São Guido Maria Conforti, nos deixou uma grande riqueza:

Um Carisma Missionário que nos impulsiona à: FAZER DO MUNDO UMA SÓ FAMÍLIA.

papa

O Papa Francisco, reuniu-se esta semana em Assis com os líderes religiosos do mundo inteiro e fez um apelo a todo o povo:  

"Abra-se, finalmente, um tempo novo, em que o mundo globalizado se torne uma família de povos. Implemente-se a responsabilidade de construir uma paz verdadeira, que esteja atenta às necessidades autênticas das pessoas e dos povos, que impeça os conflitos através da colaboração, que vença os ódios e supere as barreiras por meio do encontro e do diálogo. Nada se perde, ao praticar efetivamente o diálogo".

Que nós batizados, possamos vivenciar cada dia mais a radicalidade do nosso batismo sendo DISCÍPULOS MISSIONÁRIOS e Fazendo do Mundo uma só Família.


Evanderson Luiz de Abreu, SX.