"A terra é mãe” - Papa pede outro sistema de produção e distribuição dos alimentos

0
0
0
s2smodern
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

O Papa Francisco encontrou-se neste sábado dia 31 de janeiro com uma delegação da Confederação Nacional Coldiretti a confederação nacional dos agricultores italianos.

O Santo Padre no discurso que lhes dirigiu lançou o convite de se reencontrar o amor pela terra como “mãe” e de conservar a terra, fazendo uma aliança com ela, a fim de que possa continuar a ser como Deus a quer: fonte de vida para toda a família humana.

O Papa Francisco sublinhou a palavra “cultivar”, que é “uma atividade tipicamente humana e fundamental”, destacando o papel central da agricultura, o Santo Padre ressaltou que não existe humanidade sem cultivar a terra; não há vida que seja boa “sem o alimento que ela produz para os homens e as mulheres de todos os continentes”.

O Papa citou o Concílio Vaticano II e recordou o destino universal dos bens da terra (Gaudium et spes, 69), enfatizando que, na realidade, o sistema económico dominante impede que muitos possam usufruir de tais bens:

“A absolutização das regras do mercado, uma cultura do descarte e do desperdício que no caso do alimento tem proporções inaceitáveis, junto a outros fatores, determinam miséria e sofrimento para muitas famílias. Portanto, deve ser profundamente repensado o sistema de produção e de distribuição do alimento. Como nos ensinaram nossos avós, com o pão não se brinca! O pão participa de certo modo da sacralidade da vida humana, e por isso não pode ser tratado somente como uma mercadoria.”

Evocando a narração da criação contida no Livro do Gênesis, o Papa lembrou que o homem é chamado não somente a cultivar a terra, mas também a protegê-la (Gn 2,15). “As duas coisas estão estreitamente ligadas”, ressaltou o Santo Padre que concluiu a sua intervenção chamando a atenção para a importância de uma ação de proteção da criação, evidenciando que

“é realmente urgente que as nações consigam colaborar” nesta tarefa fundamental.


(RS/RL) - (fonte Vatican Radio)