Senti a força da oração

  • ELIZETE DA APARECIDA TOLEDO
  • Leigos
0
0
0
s2smodern
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

Em 2016, na vivência missionária na Guiné Bissau-Quebo-Missão São Paulo VI, senti a força da Oração dos que aqui ficaram.

 Por ocasião da vivência missionária na Missão Católica São Paulo VI, na cidade de Quebo-Guiané Bissau - África Ocidental, pude experinciar as dimensões missionárias: a ajuda, a saída e a oração. A oração que sustenta o(a) missionário(a) em sua saída, nas suas atividades missionárias e no seu encontro pessoal com Jesus Cristo. A dimensão oracional da vida missionária é que sustenta a caminhada e torna a fé partilhada. Na experiência vivida, foi possível sentir, mesmo distante, a força da oração dos que aqui ficaram: da Comunidade Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, base da caminhada missionária, de membros da Diocese, especialmente, na pessoa de Dom Antonio Wagner da Silva, um grande apoiador e entusiasta da missão, no Laicato Xaveriano, da Paróquia Sant´Ana enfim o Apostolado da Oração, que com sua fé simples e oracional me ajudaram a superar as dificuldades lá vividas. O que posso dizer? Só elevar agradecimentos por tantas orações recebidas e tantos corações que se uniram e se unem em oração pelos missionários. Assim disse o Papa Francisco sobre o Apostolado da Oração: o coração da missão da Igreja é a oração e cria pontes invisíveis e eficazes (28.06.2019).  Quanto encontrei as pessoas e estas me diziam: eu não te conhecia, mas sabia que estava em missão e por isso rezei por você! Recebi diversos testemunhos como este, de pessoas conhecidas e mais ainda de pessoas que nunca conheci. Por isso reforço o pedido que rezemos sempre pelos missionários, pois nossa oração é como flecha atirada ao céu que no momento certo cairá no alvo. Obrigado de modo especial ao Apostolado da Oração da Paróquia Sant´Ana que foi além de oracional, gestual pois ajudou na missão na Diocece de Bafatá na ação Missão, Palavra e Pão, para aquisição das Bíblias para a Evangelização. 

Como membro do Apostolado da Oração há mais de 26 anos, alimentei o aspecto oracional, inicialmente intimista, olhando somente para minhas necessidades, aos poucos fui conhecendo a história e no encontro providencial com os Padroeiros do Apostolado da Oração São Francisco Xavier e Santa Terezinha do Menino Jesus, e a partir de 2008 São Guido Maria Conforti, (até então ainda não era santo) pude encontrar a razão do chamado à vida laical. Vida esta que hoje tem os três pilares: oração, doação e missão. Com essa tríade posso dizer que tudo tem mais sentido, a vida, o trabalho, a ação. As dificuldades, limites e desafios desaparecem? Não! Ganham novo sentido. Na caminhada (Lc 24, 13-35) Jesus vai se revelando, mostrando que sempre esteve conosco.

Só posso agradecer pela presença de Deus nessa caminhada e dizer Obrigada! Sem deixar de pedir a força necessária para continuar em todos os aspectos a ser fiel ao chamado recebido, na certeza que Jesus no seu Sagrado Coração está conosco e caminha ao nosso lado acompanhado de Nossa Senhora.